Célia e Rosita


Depois de 18 anos trabalhando com cinema, já tendo atuado como assistente de direção em 31 longas-metragens, Gisella Melo estreia como diretora em Célia e Rosita.  Utilizando back-projections (técnica de projeção de imagens no fundo da tela), Gisella homenageia a história do cinema e a carreira de duas atrizes octogenárias na época, Célia Biar e Rosita Thomás Lopes, que só faziam papéis de madames nos primórdios da televisão brasileira. Uma coprodução entre a Fita Gomada Produções e a Franco Produções.

ANO: 2000

Gênero: Ficção

Idioma: Português

Duração: 15 min

Formato: 35 mm

Direção: Gisella de Mello

Elenco: Cleyde Yáconis, Dirce Migliaccio e Dercy Gonçalves. Participação Especial de Marcelo Serrado. Participações: Carmen Frenzel e Renato Farias

Sinopse

Uma comédia non sense sobre a revanche da terceira idade contra o século XX. Duas senhoras resolvem mudar seus destinos e histórias para terem uma nova razão de viver.

Participação em festivais e premiações:

Melhor Curta-Metragem, Montagem, Roteiro, Pesquisa Cinematográfica no Festival de Cinema, Vídeo e D-Cine de Curitiba, em 2001

Melhor Direção de Arte e Trilha Sonora Adaptada no Guarnicê do Maranhão, em 2001

Prêmio TV Cultura - Festival Internacional de Curtas de São Paulo, 2001.

Melhor Atriz (dividido entre as duas protagonistas) no 7º Vitória Cine & Vídeo, 2001.

 

Ficha Técnica:

Direção: Gisella de Mello

Produção executiva: Ailton Franco Jr.

Direção de fotografia: Paulo Jacinto

Montagem e edição de som: Virgínia Flores

Roteiro: Bárbara Harrington, Mathilda Kovack e Gisella de Mello

Direção de arte: Henrique Mourthé e Bia Junqueira

Figurino: Cristina Kangussú e Valéria Stefani

Música: Rodrigo Marçal – Cabelo

Som: Wálter Goulart